Arquivos

Gilmar Mendes e a Justiça com bico tucano

gillmarmendesEm 2002, quando ocupava o cargo de Advogado Geral da União (AGU) e iniciava sua trajetória no alto escalão do Judiciário brasileiro, o hoje ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, ganhou o apelido de Darth Vader, um dos maiores vilões do cinema de todos os tempos.

Como chefe da AGU e homem de confiança do então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Gilmar foi o mais ferrenho defensor do racionamento de energia que mergulhou os brasileiros no maior apagão da história. Como prêmio pelos bons serviços, foi indicado por FHC para ser ministro do STF. Empossado, jamais pode ser chamado de mal agradecido. Pelo contrário. No Supremo, tem sido porta voz das forças retrógradas, e agora golpistas, e um adversário dos direitos dos trabalhadores.

As denúncias contra as arbitrariedades de Gilmar vêm de longa data. Em 2012, a revista Carta Capital fez uma espécie de resumo das denúncias existentes contra o ministro.

. Acusado por seu ex-sócio, o ex-procurador Geral da República, Inocêncio Mártires Coelho, de desfalque e sonegação fiscal. Mártires encerrou o processo em troca de indenização de R$ 8 milhões.

. Denunciado em reportagem do jornal Estado de São Paulo que mostrou as ligações perigosas de Gilmar com o senador Demóstenes Torres (PFL/GO), cassado por corrupção, e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, preso recentemente.

. Mandou soltar o médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por 52 estupros e quatro tentativas de abuso a 39 mulheres. Com o habeas corpus concedido por Gilmar, o médico fugiu do Brasil no dia seguinte.

. Mandou arquivar todos os inquéritos contra Aécio Neves, delatado seis vezes na Lava Jato.

Leia mais na edição nº 12 do jornal Direito de Opinião

Share this Post: